SWITCHES

Filter
Definir Direção Decrescente

3 itens

por página
Ver como Grade Lista
Filter
Definir Direção Decrescente

3 itens

por página
Ver como Grade Lista

Switches Gerenciados e Não Gerenciados: Guia Completo

Os switches desempenham um papel fundamental nas redes de computadores, permitindo a interconexão de dispositivos em uma infraestrutura de rede. Existem duas categorias principais de switches: gerenciados e não gerenciados. Neste guia, exploraremos as características e tecnologias associadas aos switches gerenciados e não gerenciados, com diferentes números de portas (8, 16 e 24 portas), abordando também os recursos como Power over Ethernet (PoE), tecnologia Gigabit Ethernet, portas RJ45, conexões de fibra óptica e muito mais.

Switches Não Gerenciados:

Os switches não gerenciados são dispositivos plug-and-play, ideais para pequenas redes domésticas ou escritórios de pequeno porte. Eles não oferecem recursos avançados de configuração e são mais acessíveis em termos de preço.

Características Principais:

  • Disponíveis em configurações de 8, 16 e 24 portas.
  • Suportam velocidades de até 1000 Mbps (1 Gigabit Ethernet).
  • Conexões Ethernet RJ45 padrão para dispositivos com fio.
  • Opções com e sem tecnologia PoE para alimentar dispositivos compatíveis, como câmeras de segurança IP ou pontos de acesso Wi-Fi.
  • Design compacto e fácil de instalar.

Switches Gerenciados:

Os switches gerenciados oferecem recursos avançados de configuração e monitoramento, sendo ideais para redes corporativas e ambientes onde é necessária uma maior flexibilidade e controle sobre o tráfego de rede.

Características Principais:

  • Disponíveis em configurações de 8, 16 e 24 portas, com opções para maior escalabilidade.
  • Suportam velocidades Gigabit Ethernet (1000 Mbps) para transferência de dados de alta velocidade.
  • Portas RJ45 para conexões com fio e portas SFP para conexões de fibra óptica, permitindo maior flexibilidade na rede.
  • Recursos avançados de gerenciamento, como VLANs, QoS (Qualidade de Serviço) e espelhamento de portas.
  • Opções com tecnologia PoE para alimentar dispositivos compatíveis.
  • Possibilidade de empilhamento para expandir a capacidade da rede de forma eficiente.
  • Gerenciamento remoto via interface de linha de comando (CLI) ou interface gráfica do usuário (GUI).

Comparação de Preços: Os switches não gerenciados geralmente têm um preço mais acessível em comparação com os switches gerenciados, tornando-os uma escolha popular para ambientes de menor porte com requisitos de rede mais simples. No entanto, para empresas que exigem maior controle sobre sua infraestrutura de rede e recursos avançados de gerenciamento, os switches gerenciados são uma escolha mais adequada, apesar de um investimento inicial mais alto.

Conclusão: Em resumo, switches gerenciados e não gerenciados desempenham papéis distintos nas redes de computadores, atendendo a diferentes necessidades e requisitos de infraestrutura. Ao escolher entre eles, é importante considerar o tamanho e a complexidade da rede, bem como o orçamento disponível. Independentemente da escolha, é essencial garantir que o switch selecionado atenda às demandas de desempenho, confiabilidade e segurança da rede.

Se você está em busca de switches para sua rede, seja para uma pequena empresa ou para um ambiente corporativo, entre em contato conosco para encontrar as melhores soluções que atendam às suas necessidades específicas.